Portugal
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Governo dos Açores vai intervir na Lagoa do Paul para reter água na ilha do Pico

O projecto, com um custo estimado de sete milhões de euros, permitirá armazenar água pluvial para futuro consumo agrícola e animal e também poderá ter a valência de produção energética.

Foto

Vinhas na Ilha do Pico, nos Açores Miguel Manso

O Governo Regional dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) pretende intervir na Lagoa do Paul, na ilha do Pico, para armazenamento de água pluvial para utilização na agricultura e produção de energia, disse esta quinta-feira o seu presidente.

"É um projecto estratégico para a ilha inteira [do Pico]", disse José Manuel Bolieiro aos jornalistas, no concelho da Madalena, onde inaugurou, no último dia da visita estatutária à ilha do Pico, a obra do sistema de abastecimento de água às explorações agrícolas da zona da Criação Velha.

Segundo o líder do executivo açoriano, a intervenção a realizar na Lagoa do Paul, será liderada pelo IROA - Instituto Regional de Ordenamento Agrário e também envolverá as três autarquias da ilha do Pico (Madalena, São Roque e Lajes do Pico) e a empresa de Electricidade dos Açores.

O projecto, com um custo estimado de sete milhões de euros, permitirá armazenar água pluvial para futuro consumo agrícola e animal e também poderá ter a valência de produção energética. Bolieiro adiantou que as várias entidades irão trabalhar o projecto em conjunto para que a obra possa ser realizada "no médio prazo".

Pela altitude a que a lagoa se encontra, explicou que haverá a vantagem de a água armazenada ser distribuída "muitas vezes pela via gravítica, sem necessidade de despesa, para depois a fazer chegar aos vários pontos dos utilizadores da mesma".

Sobre a obra do sistema de abastecimento de água às explorações agrícolas da zona da Criação Velha hoje inaugurada, o chefe do Governo açoriano referiu que é "muito importante" por corresponder à "satisfação de uma reivindicação de muitos".

O sistema de abastecimento de água às explorações agro-pecuárias, que envolve uma área de 304 hectares, 79 explorações e 229 parcelas agrícolas, representou um investimento de 700 mil euros (mais IVA).

A obra incluiu a instalação de uma conduta adutora desde o Cabeço Pequeno até à freguesia da Criação Velha, uma conduta gravítica com uma extensão de 3388 metros e 23 ramais. Na cerimónia inaugural, o presidente da Câmara Municipal da Madalena, José António Soares, referiu que a obra é útil para os agricultores, pois permitirá "rendimentos muito bons" nas suas explorações.

Já o presidente da Associação de Agricultores da Ilha do Pico, Rui Matos, considerou o investimento de "extrema importância" para a freguesia da Criação Velha. O responsável espera que o sistema seja reforçado, para que outros agricultores usufruam de água canalizada nas suas explorações "e não tenham que percorrer quilómetros para irem buscar água".

A obra do sistema de abastecimento de água às explorações agrícolas da zona da Criação Velha foi inaugurada no último dia da visita estatutária do executivo açoriano à ilha do Pico.

Segundo o Estatuto dos Açores, o Governo Regional tem de visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano, com a obrigação de reunir o Conselho do Governo na ilha visitada.