Cape Verde
This article was added by the user . TheWorldNews is not responsible for the content of the platform.

Dia da Mulher Cabo-verdiana: Há 22 reclusas na cadeia central da Praia

A Ministra da Justiça, Joana Rosa, preside esta segunda-feira, 27, na Cadeia Central da Praia, as actividades centrais das comemorações do Dia da Mulher Cabo-verdiana. Segundo o Executivo, neste momento há 22 reclusas nessa instituição prisional, a maioria devido a crimes ligados com tráfico de estupefacientes.

Em Cabo Verde, a reclusão das mulheres é um fenómeno específico tendo sempre prevalência criminal para o Tráfico de Estupefacientes, conforme explicou hoje o Governo. Relativamente aos homens, o Executivo realça que sempre houve um número reduzido de reclusas no país, sendo que essa problemática tem chamado atenção pelo facto de que esse envolvimento destaca-se pela condição socio-económica dessas mulheres, associada à baixa renda.

Actualmente, na Cadeia Central da Praia encontram-se 22 mulheres reclusas, com idade compreendidas entre os 16 e 67 anos, em situação de preventiva ou condenadas por diferentes tipologias de crime.

A ministra Joana Rosa presidirá, assim, hoje, às actividades do Dia da Mulher Cabo-verdiana, pelas 12h00, na Cadeia Central da Praia.

Março mês da mulher

O mês de Março, recorde-se é um período dedicado às mulheres a nível internacional devido a alguns acontecimentos históricos femininos como regulamentos do Título IX (proíbe a discriminação de gênero em todos os programas de educação financiados pelo governo federal americano aprovado pelo Senado em 1o de março de 1972), A Emenda de Direitos Iguais (aprovada pelo Senado americano em 22 de março de 1972), o primeiro grande desfile sufragista aconteceu no Distrito de Washington, em 03 de março de 1913, e o National Woman’s Party, um grupo político dedicado ao sufrágio feminino que foi oficialmente formado em março de 1917. 

Por isso, começou-se a comemorar um único dia, 8 de março, o dia internacional das mulheres nos Estados Unidades de América, data esta que mais tarde foi reconhecida oficialmente pelas Nações Unidas (1975) e ONU (1977).

No ano 1980 foi institucionalizado a data de 27 de março como dia internacional da Mulher Cabo-verdiana e foi criado da Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) que desde, então, tem promovido esforços para eliminar todas as formas de discriminação e violência contra as mulheres em Cabo Verde, desempenhando também um importante papel no empoderamento feminino na sociedade cabo-verdiana.

PUB